A cerreira musical de Luiz Gonzaga estava em baixa. Nas rádios brasileiras, incluindo as nordestinas, a Jovem Guarda estava em alta e havia tomado o espaço do forró.
Tudo parecia perdido, até que o Rei do Baião se deparou com as simples, porém muito bem feitas composições de Zé Clementino.
A parceria salvaria Gonzagão do total fracasso durante a década de 1960, mais precisamente em 1967, quando o sanfoneiro gravou “Xote dos Cabeludos”, “Xeeem” e “Contrastes de Várzea Alegre”.
No vídeo, uma mostra do talento do mais célebre compositor de Várzea Alegre em seu traalho mais reconhecido: Xote dos Cabeludos.