Imagem: Ivan Silva
Imagem: Ivan Silva

Quando foi instituída, logo ai final da segunda gestão de Zé Hélder em 2012, tendo iniciado suas atividades em janeiro de 2013 com Vanderlei, a Secretaria de Meio Ambiente – SEMMA foi alvo de várias críticas, dentre as quais muitas minhas, sobre sua atuação na cidade. Ao que parecia, o nome escolhido pela pasta entendia pouco do assunto, abrigando apenas sua  sigla política na pasta…. não sem muitas discussões sobre a falta de estrutura para a pasta… logo foi substituído.

E o que se seguiu foi um misto de tentativas frustradas pela falta de ação e liderança do Executivo, aliado a falta de recursos para desenvolver o que quer que fosse. E como não bastasse os sopapos vindos de cima, a Secretaria do Meio Ambiente ainda sofria com a desinformação da população, sobre as reais funções do órgão.

Mudança de gestão e novo secretário escolhido: José Marcílio Feitosa assumiu debaixo de algumas outras críticas, além do velho disse me disse interno. Contando com pequenas e apertadas salas no prédio que divide com a Secretaria de Agricultura, o secretário conta com dois solícitos agentes administrativos e uma auxiliar de serviços gerais.

Sem projetos federais, estaduais nem municipais que lhe garantam recursos, J. Marcílio mostrou de que os verdadeiros líderes e gestores devem ser feitos, de muita garra, vontade pessoal e um pouco de “jeitinho” para conseguir cumprir o seu papel.

Articulador, o grande cabeça por detrás da Feira do São Vicente logo mostrou que veio não apenas para fazer nome, mas para cumprir o seu papel social. Projetos de coleta de pneus para artesanato, troca de garrafas pet por mudas de plantas diversas, troca de óleo queimado por produtos de limpeza, coleta de pilhas e troca de cupons para sorteio de prêmios, e tudo isto hoje, dia 24 de março de 2017. São ações simples, de fato, mas que tem um profundo impacto na preservação do meio ambiente local com quase zero impacto no orçamento municipal.

Como ele consegue isto? Com muita articulação, diálogo, aperreio e muita luta. Não adianta reclamar da falta de projetos e não se mexer para fazer nenhum.

Pode não ser prudente assegurar que a gestão de J. Marcílio será amplamente bem sucedida, mas de uma coisa ele pode se orgulhar, tem mostrado serviço e conquistado a confiança da poplação, bem como o respeito por parte dos membros das outras pastas do Executivo municipal.