Imagem: Varzea News
Imagem: Varzea News

Quarta-feira, 10 de maio de 2017. Este dia ficará marcado como o dia em que nos despedimos de um de nossos últimos forrozeiros tradicionais ainda vivos. Um homem que honrou o peso da sanfona que carregou durante a maior parte da sua vida, levando alegria ás diversas festas e shows os quais tocou e cantou: o sanfoneiro Chico Araújo. Ele não era varzealegrese de nascimento, era de Assaré, mas adotou a nossa terra de coração aberto.

Seu falecimento no Hospital Regional de Juazeiro do Norte não apagarão o legado do músico e compositor de 49 anos de vida, que há algum tempo vinha lutando contra uma cirrose hepática. Amigos e populares realizara campanhas de arrecadação para o seu tratamento, mas a enfermidade foi mais forte, venceu o corpo, embora a música ainda permaneça, seja nas lembranças de quem o conheceu, seja nos três discos gravados pelo artista de forma independente, um deles com repertório completamente autoral.

O sepultamento ocorreu no fim desta tarde, ao som da sanfona chorosa, que pedia “Não vá embora, não desapareça…” uma das músicas que Chico costumava cantar.

Confira abaixo, vídeo da despedida a Chico Araújo, publicado por Várzea News.