delegacia_matNesta semana, no Facebook foi publicada uma imagem desoladora do centro vazio e das lojas sem movimento. Esta imagem preocupa os lojistas, mas existe outro fator que está tirando o sono dos empresários varzealegrenses: a onda de assaltos que vem assolando a cidade.

A MACAVI, as lojas Credibahia e o comerciante Zé Moreira foram as vítimas da vez, além de outra loja que não quis – sabe-se lá o que se passa na cabeça dessa gente – que fosse divulgado o assalto ao seu estabelecimento.

A verdade é que o contingente policial da cidade está ficando insuficiente e os recursos escassos dificultam o trabalho investigativo, que tem que se dividir para atender às diversas frentes que já afastaram dos varzealegrenses a ideia de aqui é um lugar tranquilo e seguro para se viver.

O tráfico de drogas rolando solto, grupos anti-Polícia, assaltos, furtos, e ainda por cima os casos diversos de violência contra a mulher, cujos dados viraram notícia esta semana e foram comentados por este site.

Quando o governo vai fomentar uma política de segurança eficaz para punir e prevenir a escalada da violência em Várzea Alegre? Quando teremos garantias de que nossos estabelecimentos comerciais não receberão a visita indesejada de quem quer usurpar o tão sofrido ganho? Quando voltaremos a transitarmos pelas ruas sem medo de abordagem e teremos ciência de que nosso jovens e adolescentes estão seguros de sofrerem violência?

Até quando  se vai tapar o sol com a peneira em nome da defesa de grupos políticos quando o que está em jogo é muito maior e ao mesmo tempo bem mais particular?

Várzea Alegre precisa fazer jus ao nome, precisa sentir-se segura, e é pra já!